Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

Comentário a Comentário em Viana e Tal, "A propósito passa a já agora" 28.06.2008

 

 

 

Oh Fadista, quem é afinal este peixe banana que tem a lata e o descaramento de vir práqui com perguntas destas, á laia de interrogatório.
Então não sabes que este tipo tem um blogue lá na Aguiar e que de vez enquando vai dando umas ferroadas na gente?
Sabia que há um blogue com esse nome lá na tua terra e tal como os outros, vai na volta, vão dando umas informações à população que a gente não pode permitir.
Longe vão os belos tempos, quando a gente corria com os fascistas do PS e do PSD à pedrada, mas agora nem isso podemos fazer, pois o inimigo também já está infiltrado nas nossas hostes - mal-agradecidos!
Primeiro pergunta-me se vai haver pavilhão em Aguiar e onde é que vai ser construído.
É claro que não vou responder a provocações, era o que faltava.
Como sabes Fadista, o pavilhão a ser construído, terá que ficar num sítio que se veja. É pena o largo da Igreja ser pequeno para albergar esta obra, pois seria o sítio ideal.
Deixa lá isso agora Estêvão.
Não lês, o estupor inquire com o ar mais inocente desta vida, se vai haver uma pré-escola nova em Viana. Toma, toma, um manguito ó peixinho de água doce.
E esta do PDM, o desavergonhado, com escrita escorregadia questiona “como serão as linhas do PDM”. Como a gente quiser seu …. . Fala baixo Estêvão, que o pessoal da Câmara ouve-te aos berros e começa a pensar que nós também andamos desavindos. Fadista, tem calma e bola baixa, senão voltas para a empresa de onde vieste e acaba-se o descanso e vida boa.
Ai Ai Ai vê a lata deste tipo O Penetra vai mesmo ser o candidato – SÓ POR CIMA DO MEU CADÁVER É QUE ESSE FEDELHO ME VAI PASSAR A PERNA. Cresça e apareça!
Bota-te tranquilo Estêvão, não te exaltes que vai passando um carro junto ao tanque da barca e as pessoas começam a olhar para trás com o barulho que tu fazes.
Então e esta da equipa maravilha – que lata . Tá a falar daquele ortodoxo comunista do Diamantino. Se calhar quer vir para cá assessorar-me. Que grande burgesso me saiu este banana, oh Fadista.
E esta pergunta ultrapassa a pouca paciência que vou tendo - Continua a ser comunista? Agarra-me Fadista se não eu vou à pilha do gajo e esfolo-o.
Estou farto dos fulanos da concelhia andarem sempre a fazerem-me a mesma pergunta, só faltava mais este.
Tenho que voltar novamente a dizer a estes ingratos do PCP, que tenho levado ao colo ao longo de quatro mandatos, e a este rapazola do peixe banana que SOU DA CDU VIANA, S.A.

Objectiva indiscreta

publicado por peixebanana às 10:17
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De José Garcia a 1 de Julho de 2008 às 12:33
Infelizmente é realmente uma grande sociedade de interesses anónimos, mas ao mesmo tempo bem conhecidos.
De peixebanana a 2 de Julho de 2008 às 01:40
seja bem vindo, na politica como na vida há sempre os que dão a cara quando opinam, obrigado por comentar neste espaço.
De anonimo a 1 de Julho de 2008 às 14:14
Ah pois é...

Muito bem conhecidos e os seus interesses continuam a germinar e a crescer...

Muitas surpresas, virão à tona quando o Titanic for todinho ao fundo... iololol

Olhinhos bem abertos, que as pistas são nos dadas diariamente, umas com descuidos, outras com intuito estratégico!!!

Sociedades Anónimas....?????

Que tristeza... Ao que esta gentinha, havia de chegar!

Perderam mesmo o tino... upssssss
De José Luís Potes Pacheco a 1 de Julho de 2008 às 19:17
Concordo, em parte, que há um “intuito estratégico”, nalgumas notícias que vão saindo no nosso concelho, mas apoiando-me na teoria Marxista que continua a proporcionar-nos instrumentos explicativos dos comportamentos humanos, diria que as pistas e informações que vão saindo, nalguns casos, são meramente tácticas usadas por pessoas ou grupos identitários.
Transpondo resumidamente a perspectiva Marxista para a realidade social actual, definiria táctica como o conjunto de formas, métodos e procedimentos de luta pela realização de determinado objectivo estratégico na conjuntura histórica do momento.
A táctica envolve diversas formas de luta, nomeadamente de carácter ideológico. Também conjuga a ofensiva, a defesa e a retirada, bem como o aproveitamento das contradições e dos conflitos existentes no seio dos nossos adversários.
A “arte da guerra”, perante um objectivo estratégico, desenvolve diversificadas batalhas tácticas conducentes à vitória final.
Mudar para melhor o poder autárquico no concelho de Viana do Alentejo nas próximas eleições, é um objectivo estratégico pretendido por alguns e possível de alcançar, reconhecendo no entanto que face ao conjunto de condicionalismos existentes, requer um esforço redobrado por parte daqueles que estão empenhados nessa mudança.

José Luís Potes Pacheco
De afonte a 2 de Julho de 2008 às 19:24
Zé Luís, perfeitamente de acordo...
Boa analise da conjuntura politica, que se vive e respira no Concelho de Viana do Alentejo....
Mostras-nos que a lucidez ainda existe e é muito importante mantê-la !

Comentar post

.Sobre um dia perfeito para os peixes banana

 

Um dia perfeito para os peixes banana é um blog sem cor, mas com opinião acerca de algumas questões que são importantes para todos nós. Não pretende fazer oposição a nada nem a ninguém, pretende apenas despertar os sentidos de quem pode fazer mais e melhor. Tem acesso livre e publicação de comentários que embora moderados são normalmente publicados na integra (a moderação serve exclusivamente para que se proteja a integridade pessoal da nossa gente).
Se pretender contactar o blog via email pode fazê-lo para peixebanana@sapo.pt e colocar as suas opiniões, duvidas ou participar no blog. Um dia perfeito para os peixes banana reserva-se no direito de publicar apenas o que acha válido para uma opinião responsável e construtiva.
A causa publica é a principal bandeira e existe para que através de uma opinião (que não passa disso mesmo), se possa debater um tema e assim adquirir conhecimento.
Quem não gosta do formato não veja, quem gosta sinta-se em casa, mas ambos são bem recebidos.
 
Um dia perfeito para os peixes banana

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.

 

Clarice Lispector

.arquivos

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favoritos

. QUARTOS-CHAMBRES-ROOMS

.links

.o tempo

eztools.com

.sobre o peixe banana

.posts recentes

. ...

. retratos

. Movimento Unidos pelo Con...

. twenty three:

. Curtas

. Moderação

. Um docinho...

. Unidos Venceremos

. Apresentação do candidato

. Modern Toss

. Era uma vez...

. more wordboner

. O curso

. Projectos do Sr. Eng. Soc...

. Sim é possivél, urinar em...

. PLANO PARA SALVAR PORTUGA...

. Word Boner

. tumblr

. Para quem ainda tinha duv...

. Viana tem mais encanto na...

Alucinações

 
Um polícia reformado imagina que uma criança inglesa morreu num trágico acidente e que o corpo foi congelado ou conservado no frio pelos pais e amigos.

Um político socialista imaginou que era possível combater a corrupção neste sítio cada vez mais mal frequentado, apresentou um pacote de medidas e ficou muito desiludido quando o seu partido o atirou para o lixo e aprovou um conjunto de diplomas que vai deixar tudo como antes, o quartel-general em Abrantes. O mesmo político imagina, agora, que a corrupção está mais elevada do que nunca e fica triste porque ninguém lhe liga nenhuma.

A líder do maior partido da Oposição imagina que é possível chegar ao poder sem andar por aí em festas folclóricas, em espectáculos medíocres e chega ao ponto de dizer que vai tentar falar verdade sobre os problemas do sítio e que não se pronuncia sobre assuntos que não conhece.

Um ministro deste Governo socialista imagina-se como director comercial de uma multinacional e salta de contente sempre que assina um contrato com uma empresa qualquer. O mesmo governante imagina um dia que a crise económica, financeira e social já passou e no outro imagina que o que aí vem vai ser bem pior.

Um primeiro-ministro que os indígenas elegeram em 2005 com maioria absoluta imagina que vive num sítio maravilhoso, com uma economia pujante, com um nível de vida extraordinário, com cidadãos altamente qualificados e até imagina que Angola tem um governo fabuloso, digno dos maiores elogios, que a Líbia é dirigida por um ser normal, democrático, que até escreveu em tempos um livro que só por acaso não ganhou o Nobel da Literatura e que a Venezuela tem um presidente civilizado, com os alqueires todos no sítio e que merece ser recebido várias vezes em poucos meses com gestos de grande carinho e amizade.

Um Presidente da República imagina que os seus silêncios são mais importantes do que as suas palavras e imagina que quando discursa alguém o ouve verdadeiramente com atenção. Imagina que quando fala na necessidade de se combater a corrupção ou atacar a sério os problemas da Justiça e da Educação alguém o leva verdadeiramente a sério e vai a correr preparar mais uns diplomas para indígena ver.

A alucinação, como se vê, veio para ficar. Está a tornar-se numa pandemia. Em vez de dinheiros da Europa, o sítio precisa urgentemente de uma enorme equipa de psiquiatras que o cure da doença enquanto há tempo e esperança de cura.

António Ribeiro Ferreira
[in Correio da Manhã, 28.07.2008]

.visitantes

Web Counters
Cheap Laptop

.subscrever feeds