Sábado, 21 de Junho de 2008

Sai uma escola!!!

 

Caríssimos pais e mães das crianças do jardim de infância de Viana do Alentejo, finalmente os nossos munícipes vão fazer jus ao silêncio e inoperância que têm tido para com o Jardim de infância de Viana do Alentejo, todos estes anos a hipotecar a qualidade de vida escolar das nossas crianças e dos seus professores tiveram o seu culminar numa reunião na DRE alentejo, pelo que se sabe através de um sistema elaborado de escuta utilizado neste blogue que consiste em duas latas abertas unidas por uma corda de sisal, há financiamento para a sua execução, com um pequeno senão:
 
- O projecto tem de ser candidatado em 15 dias e não existe projecto.
 
E agora perguntam vocês, e o que é que eles vão fazer?
 
E eu respondo: -  com um método ainda mais sofisticado que consiste no mesmo sistema só que com uma corda de nylon, consegui apurar que a Câmara Municipal de Évora tem para lá uns projectos de escolas que por acaso é mesmo o que se tinha pensado para Viana. Até parece mentira, veio-me logo á ideia que a Câmara Municipal de Évora quando quer fazer algo recorre á espionagem industrial para roubar estas ideias brilhantes aos nossos munícipes e depois é só mandar fazer no gabinete dos amigos.
 
Bem, neste momento pelo que ouvi, trata-se apenas de uma negociação para se adquirir os direitos do projecto.
Resta saber se o terreno onde irá ser implantado tem dimensão suficiente e se realmente o projecto se adequa á realidade de Viana do Alentejo.
 
Nota 1 – Esta notícia carece de confirmação, caso não se venha a comprovar deve-se ao facto de se ter falado em código ou uma anomalia no elaborado sistema de escuta.
 
Peixe banana sempre á escuta
publicado por peixebanana às 19:26
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De polvorosa a 23 de Junho de 2008 às 21:56
Car@s bloggers,
Tenho uma questão. Será que alguém me consegue informar quando abrirá a creche em Aguiar?
Atenciosamente.
De peixebanana a 23 de Junho de 2008 às 23:18
tem que perguntar ao senhor provedor da santa casa da misericordia, pergunte também o que é feito do protocolo que fez com a cmva e onde foi gasto o dinheiro que já recebeu para concluir as obras.
De Afonte a 24 de Junho de 2008 às 15:37
Eina, eina que novidades resultantes de escuta tu nos trazes oh peixebanana !

Folgo muito saber, que te mantens informado e informas...

Mas isso do Jardim de Infância de Viana é exactamente o quê ?

Quanto à creche de Aguiar, alguma coisa me diz que ninguém está interessado em veicular os protocolos (aconteceram, apenas para a fotografia e registo de boas intenções dos intervenientes)... E mais uma vez nada se vê, não sei porquê, mas gostava de saber... Alguém sabe ?
O dinheiro parece que foi transferido, tanto quanto sei, embora nada se tenha concretizado a nível físico, creio... Eu não vejo nada de novo, acontecer no espaço "futura creche".
Mas também ninguém exige, ninguém pede explicações !!!!!!! Nem os Aguiarenses, nem os parceiros de ajudas protocoladas, pois não ?

Não deve ter muito interesse, já tiraram todas as fotografias que necessitavam para o boletim informativo municipal, certamente e a Misericórdia só quer amealhar dinheiro e não gastar... Pelo menos assim parece !

Se houver opiniões diferentes, exponham-nas...

Agradecido
De Anónimo a 26 de Junho de 2008 às 16:24
tal como disse o peixe banana tem de perguntar ao sr. provedor da santa casa...
em relação ao esto a mim a ideia ke me da e ke kem mais precisa e kem menos se mexe...

nao vejo pais de crianças ke se dixem muito necessitados a mexerem as "perninhas"
kerem a papinha toda feita é?
De "J" a 25 de Junho de 2008 às 10:05
Afonte vou tentar explicar de modo a que todos percebam aquilo que sei sobre o assunto creche de Aguiar.
O que se passa é o seguinte:
- No ano 2000 foi entregue um projecto de construção de uma creche,sendo o proprietario a santa casa da misericordia,o projecto foi aprovado e entao começou a obra,com o dinheiro da misericordia.Ou seja a santa casa entrou com parte do dinheiro enquanto a segurança social lhes devolvia esse dinheiro, mas sucede que tudo isto ficou em "STAND BY",logo a santa casa parou com a obra.
Ao fim destes anos todos com alguma pressao das partes envolvidas foi anunciado o protocolo em que e libertada a verba para a construção da creche,mas infelizmente para nos neste pais da treta tudo se faz ao contrario,e o projecto existente ja nao era completamente valido devido a algumas alteraçoes na lei e no projecto que foram pedidos pela segurança social.
Depois de tudo alterado foi enviado para a segurança social aprovado e como nao houve mais problema nenhum nem foi pedido mais nada,ia-se começar com a obra. E nao é que se recebe uma carta da segurança social a pedir varios projectos de especialidades, estando so entregue o projecto de Arquitectura e Estabilidade, e nao sendo pedido mais nada ate agora por parte da segurança social.
E é isto que se passa assina-se um protocolo da-se luz verde e depois apareçem os entraves, que se fosse tudo explicado em condiçoes nao existiam.
Neste momento falta completar tres projectos de especialidades e entregar para que o processo fique concluido e se dê luz verde para ser aberto o concurso as empresas concorrentes para a realizaçao da obra.
Portanto quando nao sabem façam a pergunta e esperem a resposta.

Será que depois da creche tar pronta ira ter crianças suficientes para o funcionamento,isto porque cada criança para la estar os pais vao ter que pagar,e a crise anda aí!!!!!!!

Espero ter sido esclarecedor, fikem:-) "J"
De polvorosa a 26 de Junho de 2008 às 22:54
Caríssimos,

Ao ler o Diagnóstico Social do concelho de Viana do Alentejo há algumas passagens que gostava de partilhar convosco.

Na questão das Infra-estruturas e respostas sociais está apontada como Fraqueza "Inexistência da resposta Creche na freguesia de Aguiar".

Na conclusão do referido Diagnóstico Social do Concelho de Viana do Alentejo lê-se e passo a transcrever: "A proximidade com a capital distrital: Évora pode contribuir, simultaneamente para
atrair população para o exterior do concelho mas também para fixar população no
mesmo. O que tem acontecido, sobretudo na freguesia de Aguiar, é a chegada de casais
novos que procuram casa a preços competitivos, relativamente ao mercado de Évora.
Necessitamos, portanto de criar estruturas de suporte à residência da população que
permitam contribuir para a fixação permanente da mesma, possibilitando que esta
contribua para o desenvolvimento económico do concelho".

A minha pergunta é a seguinte: é verdade ou mentira que vai existir uma creche em Aguiar? No caso de vir a existir uma creche em Aguiar quando é que esta abrirá?

Se vai ser preciso mais um ou dois papéis não me parece grave, gritante é o facto disso estar parado à oito anos e não existir informações para os cidadãos residentes em Aguiar.

Já agora, acho que a fotografia que apareceu no Boletim Municipal com Provedor SCM Viana do Alentejo, Sr. Presidente da Junta de Freguesia e Sr. Director do CDSS de Évora poderá retira-lhes alguma credibilidade, oxalá esteja enganado neste capítulo.

Atenciosamente.
De joao maria a 27 de Junho de 2008 às 01:07
polvorosa,

Onde é que eu posso também ler esse Diagnóstico Social do concelho de Viana do Alentejo?
De AFONTE a 27 de Junho de 2008 às 15:17
Ora pois, pois quando não à execução/concretização de obra lá estão as exigências de novos projectos a levar com o ónus...

Arranjem outra desculpa, porque como dizia António Isidoro de Sousa "querer é poder" e como tal se não aparece por aqui alguma evolução/progresso sustentado é porque não há QUERER... Aparentemente, só há PODER!

É triste que um dos anónimos entenda que os pais dos bébés , querem a papa toda feita...

E eu pergunto:

Alguém com responsabilidades sociais/politicas neste concelho falou com estes pais recentemente, para explicar a situação e verem entre todos o podiam fazer em conjunto para acelerar esta questão... Tão premente para Aguiar !

Penso que a resposta é não.

Então para quê existem estruturas sociais e politicas neste concelho ?

Para se servirem a eles próprios e algumas clientelas... Andarem se a pavonear, a encher os bolsos à conta do erário e pouco mais que isso...

Pensem nisto !

Até porque, quando não há querer... deixa de haver poder!!!!

Obrigado pela atenção e reflictam... A reflexão é indispensável à acção!

De Anónimo a 2 de Julho de 2008 às 14:10
AFONTE tem razão.
Como foi aqui dito a SCMVA em 2000 começou a construção e com estas paredes levantadas queria concluir o projecto através do financiamento vindo do PARES, esquecendo-se que para isso tinha que apresentar um projecto.
O impasse está instalado, é necessário apresentar projectos de especialidade e a culpa é toda do Governo PS. OK tudo bem
De polvorosa a 28 de Junho de 2008 às 14:59
Caro João Maria,
Pode consultar o documento no sítio da Segurança Social, no link das Redes Sociais.
Aqui é o link para Documento:
http://195.245.197.216/CLAS/Todos/DOCS_enviados/713/2.%20Diagn%F3stico%20Social/Diagn%F3stico%20Social.pdf
A maior parte dos concelhos está mais adiantado porque já concluiram os respectivos Planos de Desenvolvimento Social (P.D.S.) encontrando-se a executar esses P.D.S., em Viana do Alentejo desconheço a existência deste documento, se alguém me sabe dizer onde eu o posso encontrar agradecia... No fundo, é como um@ doente ir ao Médico, este último faz o Diagnóstico e pronto, fica por aí, sem medicação, nem terapia, ou seja, uma mão vazia e uma mão cheia de nada.
No meu entendimento o principal problema do nosso Alentejo é a sangria populacional. Em termos estatísticos perdemos população diáriamente. Se não criarmos condições para fixar e até mesmo atrair população estamos condenados a desaparecer do mapa. Neste contexto, os equipamentos e respostas são essenciais.
Com a questão da creche, creio ser um problema que a população aguiarense terá de discutir, tomar decisões e responsabilizar os eleitos. As pessoas e famílias não podem estar dependentes deste ou daquele papel. Este problema tem de ser resolvido pela Comunidade, este problema não é dos outros, nem são os outros que têm de o resolver, é nosso e por isso temos de ser parte da solução e não parte do problema, como por vezes, erradamente alguns querem fazer crer.
De João Maria a 30 de Junho de 2008 às 10:54
Obrigado Polvorosa. Revejo-me em absoluto neste teu comentário. Quando tiver tempo vou dar uma leitura nesse texto para em conjunto com aqueles que se interessam por esta problemática irmos dando conhecimento à população do concelho, através dos meios de comunicação disponíveis.
O site da Câmara bem como os boletins municipais são um deserto de informação relevante para os munícipes.


João Maria
De afonte a 30 de Junho de 2008 às 18:43
Muita prosa e pouca acção, com vista à resolução do problema !

Assim, não vão lá...

Falam, falam... Mas não os vimos a fazer nada ! Ficamos chateados, com certeza que ficamos chateados !

Aguarda-se mais acção... As crianças de Aguiar agradecem !

Ah elas ainda não votam, mas votam os pais, os tios, os avós..........

Obrigado pela atenção...

Comentar post

.Sobre um dia perfeito para os peixes banana

 

Um dia perfeito para os peixes banana é um blog sem cor, mas com opinião acerca de algumas questões que são importantes para todos nós. Não pretende fazer oposição a nada nem a ninguém, pretende apenas despertar os sentidos de quem pode fazer mais e melhor. Tem acesso livre e publicação de comentários que embora moderados são normalmente publicados na integra (a moderação serve exclusivamente para que se proteja a integridade pessoal da nossa gente).
Se pretender contactar o blog via email pode fazê-lo para peixebanana@sapo.pt e colocar as suas opiniões, duvidas ou participar no blog. Um dia perfeito para os peixes banana reserva-se no direito de publicar apenas o que acha válido para uma opinião responsável e construtiva.
A causa publica é a principal bandeira e existe para que através de uma opinião (que não passa disso mesmo), se possa debater um tema e assim adquirir conhecimento.
Quem não gosta do formato não veja, quem gosta sinta-se em casa, mas ambos são bem recebidos.
 
Um dia perfeito para os peixes banana

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.

 

Clarice Lispector

.arquivos

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favoritos

. QUARTOS-CHAMBRES-ROOMS

.links

.o tempo

eztools.com

.sobre o peixe banana

.posts recentes

. ...

. retratos

. Movimento Unidos pelo Con...

. twenty three:

. Curtas

. Moderação

. Um docinho...

. Unidos Venceremos

. Apresentação do candidato

. Modern Toss

. Era uma vez...

. more wordboner

. O curso

. Projectos do Sr. Eng. Soc...

. Sim é possivél, urinar em...

. PLANO PARA SALVAR PORTUGA...

. Word Boner

. tumblr

. Para quem ainda tinha duv...

. Viana tem mais encanto na...

Alucinações

 
Um polícia reformado imagina que uma criança inglesa morreu num trágico acidente e que o corpo foi congelado ou conservado no frio pelos pais e amigos.

Um político socialista imaginou que era possível combater a corrupção neste sítio cada vez mais mal frequentado, apresentou um pacote de medidas e ficou muito desiludido quando o seu partido o atirou para o lixo e aprovou um conjunto de diplomas que vai deixar tudo como antes, o quartel-general em Abrantes. O mesmo político imagina, agora, que a corrupção está mais elevada do que nunca e fica triste porque ninguém lhe liga nenhuma.

A líder do maior partido da Oposição imagina que é possível chegar ao poder sem andar por aí em festas folclóricas, em espectáculos medíocres e chega ao ponto de dizer que vai tentar falar verdade sobre os problemas do sítio e que não se pronuncia sobre assuntos que não conhece.

Um ministro deste Governo socialista imagina-se como director comercial de uma multinacional e salta de contente sempre que assina um contrato com uma empresa qualquer. O mesmo governante imagina um dia que a crise económica, financeira e social já passou e no outro imagina que o que aí vem vai ser bem pior.

Um primeiro-ministro que os indígenas elegeram em 2005 com maioria absoluta imagina que vive num sítio maravilhoso, com uma economia pujante, com um nível de vida extraordinário, com cidadãos altamente qualificados e até imagina que Angola tem um governo fabuloso, digno dos maiores elogios, que a Líbia é dirigida por um ser normal, democrático, que até escreveu em tempos um livro que só por acaso não ganhou o Nobel da Literatura e que a Venezuela tem um presidente civilizado, com os alqueires todos no sítio e que merece ser recebido várias vezes em poucos meses com gestos de grande carinho e amizade.

Um Presidente da República imagina que os seus silêncios são mais importantes do que as suas palavras e imagina que quando discursa alguém o ouve verdadeiramente com atenção. Imagina que quando fala na necessidade de se combater a corrupção ou atacar a sério os problemas da Justiça e da Educação alguém o leva verdadeiramente a sério e vai a correr preparar mais uns diplomas para indígena ver.

A alucinação, como se vê, veio para ficar. Está a tornar-se numa pandemia. Em vez de dinheiros da Europa, o sítio precisa urgentemente de uma enorme equipa de psiquiatras que o cure da doença enquanto há tempo e esperança de cura.

António Ribeiro Ferreira
[in Correio da Manhã, 28.07.2008]

.visitantes

Web Counters
Cheap Laptop

.subscrever feeds