Sábado, 8 de Novembro de 2008

ACONTECIMENTOS POR "LÁ"

 Vendedor de Castanhas por // antóniochagas.

 

Depois da loucura e da oportunidade de ver um filme no cineteatro na sexta-feira, não sei se haverá forças para aguentar um magusto no Sábado, promovido pela Junta de Freguesia de Viana do Alentejo e de seguida rumar às Alcáçovas para ouvir um faduncho. Esta enxurrada de cultura poderá mesmo causar alguns entupimentos nas artérias principais na capital do concelho, até porque não se tem ouvido falar de mais nada do que no movimento que ai vem neste fim-de-semana. Se passarem aqui em Aguiar, abram o vidro e atirem umas castanhas, o povo já está habituado a levar umas castanhadas.
 
Viana do Alentejo um concelho em movimento
 
Fonte: http://partenocaixote.blogs.sapo.pt/9330.html
 

 

publicado por peixebanana às 11:25
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De José Rocha a 8 de Novembro de 2008 às 13:37
Meu Amigo por este andar qualquer dia está a escrever textos para os Gato fedorentos ou para os Contemporâneos
De Anónimo a 8 de Novembro de 2008 às 13:56
Parece mais um concelho “sempre em festa” e parado, ao contrário da propaganda que nos querem impingir de que “este é um concelho em movimento e com movimento”.
Quando é que nós vemos o nosso concelho verdadeiramente em movimento?
Não aquele movimento universal e imperceptível de rotação da Terra em relação ao Sol.
Prioritariamente gostaríamos que as iniciativas promovidas pela Câmara, fossem de teor semelhante ao seguinte:

A ADEMO – Associação para o Desenvolvimento dos Municípios Olivícolas Portugueses, juntamente com a Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, município seu associado, organizaram no passado dia 8 de Fevereiro, no Centro Cultural Manuel da Fonseca, um Congresso Internacional inserido num projecto Comunitário com os países da zona mediterrânica, denominado: KNOLEUM - Paisagens do Olival", que visa o desenvolvimento do sector olivícola dentro de áreas como o ambiente, produtos do olival, desenvolvimento das paisagens do olival, património, inovação e economia.

Isto sim, são grandes iniciativas que põem um concelho em movimento!
De anonimo a 8 de Novembro de 2008 às 14:49
Isto é só mais areia pra deitar pros olhos da população.... Protejam os olhos que outras tentativas viram. E o parte no caixote serve pra deitar areia e tentar distrair alguns.
Não tem nada de novo... É mais do mesmo!
De Anónimo a 8 de Novembro de 2008 às 15:09
Só posso entender o comentário de cidade de agar como um elogio ao peixe banaba .

….“Os ‘Gato Fedorento’ continuam a ser os mais mordazes críticos da nossa sociedade, especialmente a política, e o seu nonsense ’ (que, obviamente, também tem muito a ver com a escola Monty Python , como se viu num dos quadros do primeiro programa, o dos ‘Rústicos pelo Epicurismo’) é contagiante.

O trabalho dos ‘Gato Fedorento’ (e, noutro registo, o do ‘Contra-Informação’) é dos mais sólidos modelos de humor na televisão nacional. Não querem apenas ser engraçados, porque a sua sátira denota um olhar sem dogmas sobre as deficiências da nossa sociedade.”…

Retirado do Correio da Manhã online, de 10-10-2008 – Texto de Fernando Sobral

Manuel Garcia
De José Rocha a 8 de Novembro de 2008 às 15:20
Meu caro
Não tenha a menor duvida.
Claro que é um elogio.
Abraço.
De Anónimo a 8 de Novembro de 2008 às 15:38
Cdade de agar, obrigado pelo esclarecimento.

Abraço
De anonimo a 8 de Novembro de 2008 às 19:49
pelo menos em viana ainda há são martinho e nós por cá, que temos...?
Não há festas nem cultura em aguiar?
Porquê?
Também somos filhos de 4 nalgas ou não?
De Anónimo a 9 de Novembro de 2008 às 10:51
Meu caro, você deve ter daqueles espelhos da cruela , que lhe dizem sempre que e o mais belo e perfeito. Mas quando só o Zé Luís Rocha lhe acha graça o ousa comparar aos gato fedorento é melhor rever o seu "sentido de humor". a única castanhada que lhe dou é que tirou da partedocaixote tudo o que quis dizer mal, realmente quando os cinemas de Évora fechar, algo que vai acontecer em breve, você acredita que é "alucinante" ter cinema em Viana a preços módicos?? e já agora porque não fez qualquer referencia á votação para a associação de pais?
De peixebanana a 9 de Novembro de 2008 às 18:28
Caro anónimo, parece que o ofendi na sua honra. O Post "Acontecimentos por lá" pode ter muitas interpretações, a sua foi mais uma, pena que eu não tenha precebido nada do que você aqui escreveu, para assim lhe poder responder dentro da logica e da tematica do post. Em relação á votação para a associação de pais, que no "parte no caixote" entra para o rol das actividades culturais e recreativas, aqui no peixebanana preferimos tratá-lo nos temas relacionados com educação.
De Anónimo a 9 de Novembro de 2008 às 14:47
Voçês já viram como aquela senhora de Alca´çovas faz propaganda à "coltura" no parte do caixote, se algúem tivesse duvidas o ultimo post lá colocado a senhora mostrou tudo... tristeza de gente que nada mais sabe que altoelogiar-se, aliás eu não estava correcta, sabem também fazer o arranjinho da para as suas vidas não váo diaboi tece-las.....
De Anónimo a 9 de Novembro de 2008 às 21:33
Comentário como o penúltimo só deve ter um destino: Lixo.

Comentar post

.Sobre um dia perfeito para os peixes banana

 

Um dia perfeito para os peixes banana é um blog sem cor, mas com opinião acerca de algumas questões que são importantes para todos nós. Não pretende fazer oposição a nada nem a ninguém, pretende apenas despertar os sentidos de quem pode fazer mais e melhor. Tem acesso livre e publicação de comentários que embora moderados são normalmente publicados na integra (a moderação serve exclusivamente para que se proteja a integridade pessoal da nossa gente).
Se pretender contactar o blog via email pode fazê-lo para peixebanana@sapo.pt e colocar as suas opiniões, duvidas ou participar no blog. Um dia perfeito para os peixes banana reserva-se no direito de publicar apenas o que acha válido para uma opinião responsável e construtiva.
A causa publica é a principal bandeira e existe para que através de uma opinião (que não passa disso mesmo), se possa debater um tema e assim adquirir conhecimento.
Quem não gosta do formato não veja, quem gosta sinta-se em casa, mas ambos são bem recebidos.
 
Um dia perfeito para os peixes banana

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.

 

Clarice Lispector

.arquivos

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favoritos

. QUARTOS-CHAMBRES-ROOMS

.links

.o tempo

eztools.com

.sobre o peixe banana

.posts recentes

. ...

. retratos

. Movimento Unidos pelo Con...

. twenty three:

. Curtas

. Moderação

. Um docinho...

. Unidos Venceremos

. Apresentação do candidato

. Modern Toss

. Era uma vez...

. more wordboner

. O curso

. Projectos do Sr. Eng. Soc...

. Sim é possivél, urinar em...

. PLANO PARA SALVAR PORTUGA...

. Word Boner

. tumblr

. Para quem ainda tinha duv...

. Viana tem mais encanto na...

Alucinações

 
Um polícia reformado imagina que uma criança inglesa morreu num trágico acidente e que o corpo foi congelado ou conservado no frio pelos pais e amigos.

Um político socialista imaginou que era possível combater a corrupção neste sítio cada vez mais mal frequentado, apresentou um pacote de medidas e ficou muito desiludido quando o seu partido o atirou para o lixo e aprovou um conjunto de diplomas que vai deixar tudo como antes, o quartel-general em Abrantes. O mesmo político imagina, agora, que a corrupção está mais elevada do que nunca e fica triste porque ninguém lhe liga nenhuma.

A líder do maior partido da Oposição imagina que é possível chegar ao poder sem andar por aí em festas folclóricas, em espectáculos medíocres e chega ao ponto de dizer que vai tentar falar verdade sobre os problemas do sítio e que não se pronuncia sobre assuntos que não conhece.

Um ministro deste Governo socialista imagina-se como director comercial de uma multinacional e salta de contente sempre que assina um contrato com uma empresa qualquer. O mesmo governante imagina um dia que a crise económica, financeira e social já passou e no outro imagina que o que aí vem vai ser bem pior.

Um primeiro-ministro que os indígenas elegeram em 2005 com maioria absoluta imagina que vive num sítio maravilhoso, com uma economia pujante, com um nível de vida extraordinário, com cidadãos altamente qualificados e até imagina que Angola tem um governo fabuloso, digno dos maiores elogios, que a Líbia é dirigida por um ser normal, democrático, que até escreveu em tempos um livro que só por acaso não ganhou o Nobel da Literatura e que a Venezuela tem um presidente civilizado, com os alqueires todos no sítio e que merece ser recebido várias vezes em poucos meses com gestos de grande carinho e amizade.

Um Presidente da República imagina que os seus silêncios são mais importantes do que as suas palavras e imagina que quando discursa alguém o ouve verdadeiramente com atenção. Imagina que quando fala na necessidade de se combater a corrupção ou atacar a sério os problemas da Justiça e da Educação alguém o leva verdadeiramente a sério e vai a correr preparar mais uns diplomas para indígena ver.

A alucinação, como se vê, veio para ficar. Está a tornar-se numa pandemia. Em vez de dinheiros da Europa, o sítio precisa urgentemente de uma enorme equipa de psiquiatras que o cure da doença enquanto há tempo e esperança de cura.

António Ribeiro Ferreira
[in Correio da Manhã, 28.07.2008]

.visitantes

Web Counters
Cheap Laptop

.subscrever feeds