Sábado, 31 de Maio de 2008

Como qualifica o trabalho dos nossos autarcas? (Fim da Votação)

Resultados

 

Estadísticas Estadísticas
Número de votos recebidos:  50
 
Tempo de vida:  7 días 22 horas 44 minutos 47 segundos
 
Votos X Hora:  0,262
 
Votos en la última hora:  ---
    
Resultados RESULTADOS
Como qualifica o trabalho dos nossos autarcas?
Muito Bom
   
14.00% 7 Votos  
Bom
   
4.00% 2 Votos  
Médio
 
 0.00% 0 Votos  
Fraco
   
12.00% 6 Votos  
Muito mau
   
70.00% 35 Votos  

 

 

A nossa primeira sondagem chegou ao fim, e mesmo em pouco numero devido ao tipo de votação que não permite votações continuas teve resultados. Vamos lá analizar esta coisa.

 

Mesmo não sendo um grande e experiente analista de sondagens dá para ver que quem acede ao blog votou na sua grande maioria no muito mau, o que quer dizer que há algumas pessoas descontentes com o trabalho dos nossos autarcas, mas também não se pode agradar a todos.

 

Penso no entanto que quem visita o blog na sua maioria não se revê no tipo de politica que rege o concelho, era assim de esperar que o resultado não fosse outro.

 

Fiquei bastante satisfeito com os votos que o muito bom teve não pelo reduzido numero mas sim pelo significado do voto, é bom saber que possivelmente os nossos politicos, familiares ou amigos tiveram contacto com o blog e o seu conteudo, se serviu para alguma coisa, vamos ver no futuro. Mas mesmo assim intriga-me o seguinte, se isto é muito bom como será o mau ou o médio ou o assim assim...

Ó pessoal, levantar da cama e ir para o trabalho fazemos todos, trabalhar fazem alguns, mas mostrar trabalho que é disso que se trata é mais complicado. Sinceramente acredito que os nossos politicos são esforçados, mas são só esforçados, será dificil pensar ou idealizar soluções para os parcos problemas de Aguiar.

 

Os dois votos no bom intrigam-me, será que alguém votou neste executivo e agora por vergonha própria e por não se rever no seu voto não consegue votar no muito bom, ou alguém que simplesmente e honestamente acha isto bom... há quantos anos esta camara opta por esquecer aguiar??

 

O fraco praticamente igualou o muito bom, é um voto honesto sem querer causar muita polémica, é moderado, é o chamado voto amigo. Muito mau é demais, isso era se Aguiar não tivesse tido mesmo nenhuma melhoria, mas teve, só que ninguém viu, só estes senhores(as) é que viram, mas não contaram a ninguém.

 

Como o voto é secreto não devia dizer que votei no muito mau, mas pronto, já disse. O muito mau ganhou, no entanto não ganhei nada com isso, por isso não vai haver festa. No acto do voto não o fiz com maldade ou outro tipo de intuito e votei no muito mau com tristeza, por saber que este voto não vai provavelmente alterar o rumo dos acontecimentos, mas fica a intenção. O universo blogista do concelho, não se conta como o unico meio de opinar acerca da causa publica, é no entanto o unico que diariamente discute e grava palavras que poderão ser lidas mais tarde. Esperemos que estes tristes 70% possam voltar a ter razões para acreditar no actual executivo.

 

 

 

 

publicado por peixebanana às 00:17
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Iniciação ao saber

Caros Bloguistas, faço parte da maioria das cidadãs(aos) que praticamente se limitam a exercer o seu direito de voto de 4 em 4 anos.
Pelo menos, quando há eleições, vou lá colocar o meu boletim de voto, pois a abstenção sendo um direito que assiste a todos os eleitores e tendo “os significados” que sabemos, ao atingir valores muito elevados, pode pôr em causa a legitimação do próprio sistema democrático.
Muitas pessoas expressam o seu voto pela negativa, não o fazem a favor do partido ou coligação que assinalam no boletim de voto. Nesses casos esse comportamento traduz o sentimento de protesto, de utilidade ou de oposição ao partido A ou B.
Sabemos que cada vez é mais difícil a PARTICIPAÇÃO DOS CIDADÃOS na reflexão sobre a gestão da coisa pública fora dos partidos - a desilusão das pessoas é a regra.
“Temos assim, e de facto, não uma sociedade de cidadãos, na sua totalidade, mas uma sociedade de muitos desinteressados pelo poder ou súbditos.
E a democracia sem cidadãos não existe como tal e plenamente em toda a sua horizontalidade mas apenas em certos sectores verticais porque havendo cidadãos desinteressados ou que se dobram e prestam homenagem a outros, não são cidadãos mas súbditos.
É evidente que há muitos outros cidadãos, que mesmo sem alcançar posições de poder político, lutam pela sua cidadania, pela verdadeira iniciação ao SABER e não ao Poder.” *
É por isso que a maioria de nós aqui está neste pequeno espaço de participação cívica, mas acredito que não é legítimo estarmos sempre a falar na oposição com palavras como: eles não dizem, eles não fazem, onde é que eles estão etc. etc. Talvez seja mais justo empregar-mos os verbos na primeira pessoa do plural: NÓS não dizemos, NÓS não fazemos, onde é que NÒS estamos.
Não é preciso estar muito atento para saber que este poder autárquico, emanado duma amálgama de interesses que no nosso concelho se designa por CDU, sem ideologia e sem rumo, desvirtuando o sentido da palavra AUTOCRÍTICA, como sendo “o processo de análise crítica de um indivíduo (ou, colectivamente, de uma sociedade ou instituição) sobre os seus próprios actos, considerando principalmente os erros que eventualmente tenha cometido e suas perspectivas de correcção e aprimoramento” ** , convive muito mal com a crítica dos Vianenses, mesmo quando ela pretende ser construtiva.
Para além de outras tácticas, num lógica totalitária, estrangula quanto pode a oposição política, relega também para segundo plano a PARTICIPAÇÃO DOS CIDADÃOS NO GOVERNO DA AUTARQUIA, omite descaradamente o trabalho emanado pelos órgãos democraticamente eleitos.
A quase ausência de informação disponível no site da Câmara com o atraso na publicação das respectivas actas, bem como a total omissão do trabalho realizado pela Assembleia Municipal são disso exemplo. O boletim municipal de papel caro, completamente esvaziado de substância, cujo conteúdo passa pela descrição de algumas festarolas e pouco mais, vai também desempenhando esse macabro papel.
Assim, quando alguns cidadãos retiram algumas horas ao seu descanso, com a intenção de levar à discussão pública temas do nosso quotidiano, o poder instituído e seus correligionários, fieis ao paradigma do enterrado “centralismo democrático”, ignorantes da dimensão do descontentamento que grassa no nosso concelho, COMEÇAM FINALMENTE A FICAR AGITADOS.

Carlota Fialho

*http://sol.sapo.pt/blogs/vickbest/archive/2007/02/28/A-Cidadania-e-a-Ideologia-de-_2200_Inicia_E700E300_o_2200_-ao-Poder.aspx
** http://pt.wikipedia.org/wiki/Autocr%C3%ADtica

 

 

Comentário ao Senhor que se segue 28 de maio 2008

 

editado por peixe banana

publicado por peixebanana às 01:42
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
|
Terça-feira, 27 de Maio de 2008

Sejam bem vindos

O universo bloguista do concelho de Viana do Alentejo, está povoado de critica em relação aos orgãos autarquicos do mesmo concelho, todos os dias surgem comentários e novos posts com vontade de mudança ou com vontade que quem pode faça alguma coisa.

 

Praticamente todos estes blogs estão abertos á opinião e até á publicação de esclarecimentos. Penso eu que serão lidos pelos eleitos, visados em muitas opiniões com criticas ao seu trabalho nos orgãos que lhes compete dirigir. Penso que terão simpatizantes da causa e do emblema que penso eu tenham também uma opinião.

É pena que o comentário mais proximo de vossas exelências em relação a um post neste blog tenha sido a de chamar idiota ao moderador. Será falta de imaginação??

 

Por achar que os senhores fazem mais  do que nos parece, convido-vos a participar do universo blogista, não como simples leitores, mas como participantes activos, como municipes que também são.

 

Estes espaços deveriam servir de plataforma para que se desse solução a alguns problemas, já que os conteudos das paginas da web dos orgãos autarquicos só servem para se saber que existe um municipio em Viana do Alentejo, não possuem qualquer interactividade com o municipe para além de uma caixa de correio e uma mensagem do Ex.mo Sr. Presidente da Camara de Viana do Alentejo que entre outras coisas nos refere o facto ... "Pretendemos garantir com esta renovação da nossa página na Internet que mais e melhor informação possa ser prestada a todos os que, no nosso Concelho, tenham interesse. 
É nossa intenção que este possa ser mais um meio de tornar mais conhecido o “Concelho de Viana onde procuramos que brilhe todo o sol do Alentejo” e, dessa forma, fazer chegar mais longe a nossa terra, a nossa cultura, a nossa gente"...
 

Sr. Presidente da Camara de Viana do Alentejo como seu municipe, em anexo envio lista de links que certamente estarão mais actualizados em relação ao concelho:

 

http://peixebanana.blogs.sapo.pt/

http://alcacovas.blogs.sapo.pt/

http://vianadoalentejo.blogspot.com/

http://cidadeagar.blogs.sapo.pt/

http://afontedasfreiras.wordpress.com/

 

Estes entre outros poderão de facto esclarecer e prestar alguma informação util no concelho.

 

Grato pela atenção peixe banana

 

 

 

publicado por peixebanana às 18:51
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

O senhor que se segue

Poder Autárquico

 

 

Como sabem bem as gerações políticas, como a minha, formadas na oposição a um regime autoritário de partido único, a alternância no poder é um valor fundamental da democracia. Frase do então Presidente da República Jorge Sampaio por ocasião da tomada de posse do XV Governo Constitucional.

Relativamente ao poder autárquico a Lei n.º 46/2005, de 29 de Agosto estabelece limites à renovação sucessiva de mandatos dos presidentes dos órgãos executivos das autarquias locais.

O presidente de câmara municipal e o presidente de junta de freguesia só podem ser eleitos para três mandatos consecutivos, salvo se no momento da entrada em vigor da presente lei tiverem cumprido ou estiverem a cumprir, pelo menos, o 3.º mandato consecutivo, circunstância em que poderão ser eleitos para mais um mandato.

O presidente de câmara municipal e o presidente de junta de freguesia, depois de concluídos os mandatos referidos no número anterior, não podem assumir aquelas funções durante o quadriénio imediatamente subsequente ao último mandato consecutivo permitido.

No caso de renúncia ao mandato, os titulares dos órgãos referidos nos números anteriores não podem candidatar-se nas eleições imediatas nem nas que se realizem no quadriénio imediatamente subsequente à renúncia.

Essa lei entrou em vigor no dia 1 de Janeiro de 2006, pelo que o actual presidente da Câmara de Viana do Alentejo pode eventualmente ver renovado o seu mandato se for candidato e ganhar as eleições de 2009.

Estando a cerca de um ano de terminar o seu 4.º mandato consecutivo, sufragado em eleições democráticas, a maioria dos eleitores do concelho de Viana do Alentejo, votaram maioritariamente em Estêvão Pereira.

Ainda não chegou o momento para que eu exprima neste local a minha opinião sobre as quatro abadas consecutivas que as oposições levaram nestes 4 últimos mandatos. Acrescentarei apenas que uns tantos dirão que foi mérito do actual presidente e outros dirão que foi falta de credibilidade das oposições. Não deixa de ser verdade que existe uma correlação forte entre os duas perspectivas de analisar os resultados das eleições.

 


Os que não se revêem na actual maioria, entre os quais eu me incluo, apenas têm que respeitar a vontade expressa nas urnas pela maioria dos eleitores, com humildade e pensem que esses maus resultados, são em grande parte fruto da nossa incapacidade em oferecermos uma alternativa credível aos eleitores do concelho.

Espero que este ciclo venha a terminar nas eleições de 2009 e que os eleitores deste concelho possam finalmente rever-se naquilo que as actuais oposições têm para oferecer.

Elias Parreira

Recebido em: vianadoalentejo@hotmail.com

 

editado por peixe banana

publicado por peixebanana às 17:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 25 de Maio de 2008

Wear Sunscreen (com som)

 

Tradução em Português - Wear Sunscreen (DM9)

 

Se eu pudesse dar um conselho em relação ao futuro, eu diria:”usem filtro solar”. O uso em longo prazo do filtro solar, foi cientificamente provado. Os demais conselhos que dou baseiam-se unicamente em minha própria experiência.


Eu lhes darei esse conselho:


Desfrute do poder e da beleza da sua juventude.

Oh, esqueça…
Você só vai compreender o poder e a beleza quando já tiverem desaparecido. Mas acredite em mim. Dentro de vinte anos você olhará suas fotos e compreenderá de um jeito que você não pode compreender agora quantas possibilidades se abriram para você e o quão fabuloso você era…  Você não é tão gordo(a) quanto você imagina.

 

Não se preocupe com o futuro.
Ou se preocupe, mas saiba que se preocupar é tão eficaz quanto tentar resolver uma equação de álgebra mascando chiclete. É quase certo que os problemas que realmente têm importância em sua vida, são aqueles que nunca passaram pela sua mente, tipo aqueles que tomam conta da sua mente ás 4 horas da tarde de uma terça-feira ociosa.

 

Todos os dias faça alguma coisa que te assuste.

 

Cante.

 

Não trate os sentimentos alheios de forma irresponsável.
 

Não tolere aqueles que agem de forma irresponsável em relação aos seus sentimentos.

 

Relaxe.

 

Não perca tempo com inveja. Às vezes você ganha, ás vezes você perde. A corrida é longa, e no final, tem que contar só com você.

 

Lembre-se dos elogios que você recebe. Esqueça dos insultos.
(Se você conseguir fazer isso, me diga como…)

 

Guarde suas cartas de amor.
 

Jogue fora seus velhos extratos bancários.

 

Estique-se.

 

Não tenha sentimento de culpa por não saber o que você quer fazer da sua vida. As pessoas mais interessantes que eu conheço não tinham, aos 22 anos, nenhuma idéia do que fariam na vida. Algumas das pessoas interessantes de 40 anos que eu conheço ainda não sabem.

 

Tome bastante cálcio.

Seja gentil com seus joelhos.
Você sentirá falta deles quando não funcionarem mais.

 

Talvez você se case, talvez não. Talvez tenha filhos, talvez não.
Talvez você se divorcie aos 40.
Talvez você dance uma valsinha quando fizer 75 anos de casamento.
 

O que você fizer, não se orgulhe, nem se critique demais.
Todas as suas escolhas tem 50% de chance de dar certo. Como as escolhas de todos os demais.

 

Curta seu corpo da maneira que puder.
Use-o de todas as formas que puder.
Não tenha medo dele ou do que as outras pessoas pensam dele.
Ele é o maior instrumento que você possuirá.

 

Dance.
Mesmo que o único lugar que você tenha para dançar seja sua sala de estar.

 

Leia todas as indicações, mesmo que você não as siga.

 

Não leia revistas de beleza. Elas só vão fazer você se sentir feio.

 

Saiba entender seus pais.
Você não sabe a falta que você vai sentir deles quando eles forem embora pra valer.

Seja agradável com seus irmãos. Eles são seu melhor vínculo com o passado e aqueles que, no futuro, provavelmente nunca deixarão você na mão.

Entenda que os amigos vão e vem, mas que há um punhado deles, preciosos, que você tem que guardar com muito carinho.

 

Trabalhe duro para transpor os obstáculos geográficos e os obstáculos da vida, porque quanto mais você envelhece, tanto mais precisa das pessoas que te conheceram quando você era jovem.

 

More em New York City uma vez.
Mas mude-se antes que ela te transforme em uma pessoa dura.

More no Norte da California uma vez.
Mas mude-se antes de tornar-se uma pessoa muito mole.

 

Viaje.

 

Aceite algumas verdades eternas:
Os preços vão subir,
os políticos são mulherengos e
você também vai envelhecer.
E quando você envelhecer, você fantasiará que quando você era jovem:
os preços eram razoáveis,
os políticos eram nobres e
as crianças respeitavam os mais velhos.

Respeite as pessoas mais velhas.

 

Não espere apoio de ninguém.
Talvez você tenha um fundo de garantia.
Talvez você tenha um cônjuge rico.
Mas você nunca sabe quando um ou outro pode desaparecer.

 

Não mexa muito em seu cabelo.
Senão, quando tiver quarenta anos, vai ficar com a aparência de oitenta e cinco.

 

Tenha cuidado com as pessoas que lhe dão conselhos.
Mas seja paciente com elas.
Conselho é uma forma de nostalgia.
Dar conselho é uma forma de resgatar o passado da lata do lixo, limpá-lo, esconder as partes feias e reciclá-lo por um preço muito maior do que realmente vale.

Mas acredite em mim, quando eu falo do filtro solar.

 

 

 

editado por peixe banana

publicado por peixebanana às 23:18
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

Já agora uma sondagem

 

E porque as sondagens nunca fizeram mal a ninguém e não passam disso mesmo, um dia perfeito para os peixes banana disponibiliza á população da freguesia de Aguiar e do concelho de Viana do Alentejo que pode aceder a este blog, uma forma simples de medir a popularidade dos seus eleitos.

 

Embora esta votação na realidade não valha para grande coisa, pode no entanto influênciar a boa vontade dos nosso eleitos, afinal ainda vão a tempo de nos fazerem sorrir.

 

Na remota eventualidade dos próprios sentirem vontade de votar, não deixem de o fazer com consciência.

 

O encerramento da sondagem termina dia 30 de Maio de 2008 ás 00:00h

 

publicado por peixebanana às 01:18
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Maio de 2008

Ainda sobre as piscinas das Alcaçovas

2 milhões e 700 mil euros, 541 mil contos? É um “crime”. Ainda têm a lata e o descaramento, os novos ricaços instalados na Câmara, de publicitarem no site da Autarquia, afrontando a miséria alheia o seguinte: “A Câmara Municipal de Viana do Alentejo abriu concurso para a construção da Piscina Municipal de Alcáçovas. A obra está orçada em 2 milhões e 700 mil euros e é a mais cara realizada por esta Autarquia”.
Em primeiro lugar, com este investimento pré-eleitoral e outros semelhantes que se avizinham e que já estão autorizados pela esta maioria CDU atingiremos a dívida bancária de médio e longo prazo, máxima permitida por lei, de quase 1 milhão de contos. Ficamos com próximo futuro do concelho hipotecado para outros investimentos prioritários.
Em segundo lugar, o dinheiro gasto com esta obra vai, na sua maioria, reverter para empresas sediadas fora do concelho. Não temos empresas locais que possam concorrer a este concurso e, à semelhança das últimas adjudicações – sobram, se o empreiteiro geral quiser, umas subempreitadas para as pequenas empresas do concelho.
Em terceiro lugar, são equipamentos com custos anuais de exploração muito elevados, não se justificando num pequeno concelho como o nosso a repetição de dois equipamentos “iguais”, um em Viana e outro em Alcáçovas.
Em quarto lugar, o futuro o dirá, parece-me que estas piscinas irão ser mais um “elefante branco”, à semelhança dos estádios de futebol que foram construídos ultimamente, em que na maior parte dos jogos estão às moscas.
Em quinto lugar, o que dirão os nossos idosos e os desempregados, com tanta falta de ajuda por parte do poder local, sempre a queixar-se que não tem meios para os socorrer?
Será que este desbaratar de dinheiro trará o desenvolvimento e o emprego para o concelho, para que as famílias locais possam ficar mais prósperas?
Por último, porque é que Aguiar não terá também direito a umas piscinas? Pelo mesmo motivo que neste momento em que vivemos, Alcáçovas não deveria ter. Já agora, porque é que Viana não tem uma Universidade? Como é natural, toda a gente sabe que não temos dimensão que o justifique.
As prioridades de um pequeno concelho pobre de recursos materiais, mas rico das suas gentes e paisagens, são outras. Arranjem as ruas, os caminhos etc. etc., tornem o concelho atractivo para que o turismo se desenvolva. Parece-me que estas pequenas obras poderiam ser feitas pelos Vianenses que tanto necessitam de trabalho. Tenham vergonha na cara.

Carlota Fialho

 

(comentário ao post "E a gente a vê-los passar..."  20 05 2008)

publicado por peixebanana às 14:37
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 17 de Maio de 2008

Liderança e gestão em cinco lições

Lição No.1 - Gestão do Conhecimento

Um homem entra no banho enquanto a sua  mulher acaba de sair dele e se enxuga. A campainha da porta toca. Depois de  alguns segundos de discussão para ver quem iria atender, a mulher desiste,  enrola-se na toalha e desce as escadas. Quando abre a porta, vê o vizinho Bob  na soleira. Antes que ela possa dizer qualquer coisa, Bob diz:
- Dou-lhe  800 € se deixar cair essa toalha.
Depois de pensar por alguns segundos, a  mulher deixa a toalha cair e fica nua.
Bob, então, entrega-lhe os 800 €  prometidos e vai-se embora. Confusa, mas excitada com sua sorte, a mulher  enrola-se novamente na toalha e volta para o
quarto. Quando entra no quarto,  o marido grita do chuveiro:
- Quem era?
- Era o Bob, o vizinho da casa ao  lado - diz ela.
- Óptimo! Deu-te os 800 € que me estava a dever?  

Moral  da história:
Se compartilhares informações a tempo podes evitar  exposições desnecessárias  . 



Lição No.2 - Chefia e Liderança

Dois funcionários e o gerente de uma empresa  saem para almoçar e na rua encontram uma antiga lâmpada a óleo. Esfregam a  lâmpada e de dentro dela sai um génio. O génio diz:
- Só posso conceder  três desejos, por isso, concederei um a cada um de vós.
- Eu primeiro, eu  primeiro - grita um dos funcionários - Queria estar nas
Bahamas a pilotar um  barco, sem ter nenhuma preocupação na vida!
Puf! E lá se foi.
O outro  funcionário  apressa-se a fazer o seu pedido:
- Quero estar no Havaí  com o amor da minha vida e um provimento interminável
de pinas  coladas!
Puf e lá se foi.
- Agora você - diz o génio para o gerente.
-  Quero que aqueles dois voltem ao escritório logo depois do almoço - diz o  gerente.

Moral da História:
Deixe sempre o  seu chefe falar primeiro.·


Lição Nº 3 - Zona de Conforto

Um corvo está sentado numa árvore o dia  inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo e pergunta:
- Posso  sentar-me como tu e não fazer nada o dia inteiro?
O corvo responde:
-  Claro, por que não?
O coelho senta-se no chão, debaixo da árvore e relaxa. De  repente, uma raposa aparece e come o coelho.·
Moral da  História:
Para ficares sentado sem fazeres nada deves estar sentado bem  no alto.·


Lição Nº 4 -  Motivação

Em África,  todas as manhãs, uma gazela ao acordar, sabe que deve conseguir correr mais  do que o leão se se quiser  manter viva.
Todas as manhãs, o leão acorda  e sabe que deverá correr mais do que a gazelse não quiser morrer de  fome.·
Moral da História:
Pouco importa  se és gazela ou leão, quando o sol nascer deves começar a correr.  



Lição Nº 5 - Criatividade  

Um fazendeiro resolve colher alguns frutos da sua  propriedade. Pega num balde vazio e segue para o pomar. No caminho, ao  passar por uma lagoa, ouve vozes femininas que provavelmente invadiram as suas terras.
Ao aproximar-se lentamente, observa várias raparigas nuas  banhando-se na lagoa. Quando elas se apercebem da sua presença, nadam  até à parte mais profunda da lagoa e gritam:
- Nós não vamos sair daqui  enquanto não se for embora.
O fazendeiro responde:
- Não vim aqui para  vos espreitar, só vim dar de comer aos jacarés!·
Moral da  História:
É a criatividade que faz a diferença na hora de atingirmos  nossos objectivos.   
 

publicado por peixebanana às 23:21
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

A propósito de Fátima

A História repete-se…

 

Parece que estão 300 mil peregrinos no complexo industrial de Fátima, parque de diversões macabras e centro de negócios espirituais, dito santuário. Oficialmente. Grandes lucros em perspectiva este ano! Talvez dê para outra basílica forrada a ouro, embora o marketing eclesiástico se tenha apressado a anunciar que a caridosa Cáritas levará a parte necessária para fazer caridadezita com os pobrezinhos que, num país decente, seriam pessoas sem tal precisão.

Aumentaram os peregrinos na proporção directa do aumento da miséria, como era de esperar. Fala-se de fé que parece mais desespero, desespero, desespero. Uma fraude monumental, porque a igreja católica factura em cima da desgraça alheia, abusando de quem está tão fragilizado que acredita em qualquer ilusionista de batina que lhe prometa redenção, cura ou vida melhor. Paletes de milagres, talvez "made in China", onde a contrafacção é mais barata!

Como de costume, não vi na televisão ninguém com aspecto de rico a arrastar-se de joelhos, na mais chocante tradição católica. "Sofre que deus recompensa-te". Que deus-pai é este que se compraz com a martirização das pessoas e troca a sua ajuda pelo acintoso sofrimento dos seus filhos?! É atroz, nenhum deus pode ser tão ruim! Tristes clientes de Fátima, mais valia esperarem sentados. Não se cansavam tanto nem se feriam e ganhavam as mesmas. Ah, e se não comparecessem melhor, não deixavam que vos roubassem o que vos faz falta!

Fátima está aí, o Fado ressurgiu e o Futebol nunca nos abandona... Como no tempo da outra senhora. Afinal, a História repete-se. É trágico!

Jota C
13 Maio, 2008 15:30
 
publicado por peixebanana às 12:24
link do post | comentar | favorito
|

Downhill em Aguiar

 

 

 

 

190 metros de pura adrenalina!!

 

A Camara Municipal de Viana do Alentejo, volta a surpreender aguiar.

Quando todos pensavamos que a rampa do loteamento executado pela cmva iria ser alcatroada até á boca dos obstáculos (tampas de esgoto), eis que a camara nos surpreende e passados 4 anos sem qualquer informação prévia e por falta de noticias os aguiarenses ganham uma fabulosa pista de downhill.

 

Caracteristicas da pista:

 

- 190 metros de longitude 7,50 metros de largura

- Acabamentos em macadame de 1ª qualidade

- Saltos a cada 10 metros (atenção há zonas de 2 saltos consecutivos)

- Desnivél 10 metros (cota de arranque 220, cota de chagada 210)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para mais informações contacte o dono da obra.

publicado por peixebanana às 11:58
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Bem vindo Vitorino Magalhães Godinho

Coisas dignas de reflexão

 
Vitorino Magalhães Godinho é uma referência inquestionável da democracia e do socialismo democrático, acima das vis partidarices a que assistimos. Aos 90 anos continua lúcido, muito mais que a maioria dos que têm metade da sua idade! Em entrevista à revista do Expresso, eis (abreviadamente) o que disse, entre outras coisas dignas de reflexão:

"Há um declínio da democracia em todo o mundo. Hoje, ela está reduzida a aspectos formais (...) A democracia não é o direito de voto nem o estado de direito. O resultado é o afastamento dos cidadãos da vida política".

"O bem público é uma noção que tem vindo a desaparecer. É um erro total alienar hospitais, bancos, empresas" (...)

"O Estado abandonou a direcção da economia (...) A corrupção é inerente ao sistema económico que temos" (...)

"Não temos uma classe dirigente competente e com ideias inovadoras" (...) Morreram as ideias, os valores e os ideais. Não é de bom tom ter ideias e ideários – é-se considerado lunático".

Lamento que em Portugal e no mundo os socialistas estejam a contribuir para este estado de coisas!

Um PS com 30 anos de "sócio" e que decidiu sair por vergonha
12 Maio, 2008 10:14
 
publicado por peixebanana às 11:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Maio de 2008

E a gente a vê-los passar...

 A Câmara Municipal de Viana do Alentejo abriu concurso para a construção da Piscina Municipal de Alcáçovas. A obra está orçada em 2 milhões e 700 mil euros e é a mais cara realizada por esta Autarquia.


Está aberto concurso para a construção da Piscina Municipal de Alcáçovas. Devido a condicionalismos legais, todo o projecto tem vindo a sofrer contínuas alterações e só agora se encontram reunidas as condições para avançar.
A obra está orçada em 2 milhões e 700 mil euros e foi aprovada na reunião de Câmara de 16 de Abril. A partir de agora contam-se 6 meses para o desenrolar de todo o procedimento de concurso e início da obra, sendo os 9 meses seguintes para a sua conclusão.
A Câmara Municipal de Viana do Alentejo acredita que no próximo Verão a vila de Alcáçovas já tenha a tão ambicionada piscina.

 

 

2008-04-29

 

cmva in site http://www.cm-vianadoalentejo.pt

 

 

Tenho a noção que um Municipio num concelho tão pequeno tenha as suas dificuldades orçamentais e que propor projectos desta envergadura não seja tarefa fácil, ainda para mais quando se têm feito investimentos de montantes bastante elevados no concelho, nomeadamente em Viana do Alentejo e Alcaçovas, a par deste tipo de investimentos temos de ter em atenção todo o auxilio de caracter social que a CMVA presta ás populações do concelho, penso eu que sem descriminações, e a quantidade de dinheiro que necessita para poder pagar ordenados a tanta gente que emprega, não deve ser fácil gerir um Municipio por pequeno que seja.

 

É de louvar a iniciativa de dotar o concelho de infraestruturas de apoio aos jovens e ás outras faixas etárias com a construção de piscinas e pavilhões polidesportivos, zonas de convivio, parques infantis com condições em espaços arejados que podem comportar varias actividades.

 

Pena é que aqui na minha terra os eleitos se conformem com as palavras que acima escrevi, bem sei que somos menos em população e dimensão e que certos equipamentos são certamente exagerados, mas o básico meus senhores, primeiro o básico.

Eu fico contente por Viana do Alentejo ter certos e determinados equipamentos bem com a Vila de Alcaçovas, mas Srs. eleitos por Aguiar, o que têm andado a fazer??

 

Eu também me deslumbro com obras boas, mas gosto de ter a minha casa arrumada e dar condições á minha familia, por isso luto todos os dias. Não tenho tudo o que gostaria, mas tento que o básico não falte.

 

Sinceramente não sei se um pavilhão polidesportivo é uma obra fundamental para Aguiar, mas se vier o povo agradece, a nossa localização especial no concelho permite rentabilizar este equipamento perfeitamente e logicamente é um factor que nos pode trazer beneficios em termos de ampliação do perimentro urbano, continuo no entanto á espera de saber se é mesmo verdade e se for onde será construido. Há quem diga que é por cima do actual ringue, mas e de quem é o ringue e de quem é o espaço onde está o ringue. Não seria mais lógico uma intervenção pensada e em zona caracterizada tipo "parque desportivo".

 

E as ruas por pavimentar, e os passeios com protecções na estrada nacional que nos corta ao meio, e a nossa praça(ou parque automovel, ou casa de banho ou sei lá o que é), e o nosso parque para as crianças (ás vezes as coisas têm desgaste). Isto é mesmo o básico, acho que partir para uma obra tão grande como o pavilhão sem dotar a vila do minimo de condições é no minimo anacrónico!!

publicado por peixebanana às 17:55
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Domingo, 11 de Maio de 2008

Quem quer casa??

A propósito de “fogos devolutos”… aí vêm mais 1470

 
(Sousa da Sé: “Um dos futuros “bairros” do Évora Resort”)

Quantos eborenses saberão que, à sombra do PDM recentemente aprovado, está já em curso uma das anunciadas operações de loteamento de grandes herdades da envolvente da cidade, operações que a pretexto do desenvolvimento turístico do Alentejo, contam ainda com uma ajudinha do Governo que oportunamente os considerou como PINs (projectos de interesse nacional…)? Ou seja um emporrãozito, para resolver as chatices da Reserva Ecológica Nacional, da Reserva Agrícola Nacional, etc… etc…

Para os muitos distraídos desta cidade aí vão alguns números. Mas atenção, nada de confusões, são números apenas de uma das operações em curso, aliás a mais badalada, o chamado "ÉVORA RESORT", ou por outras palavras, a Herdade Sousa da Sé, ali para as bandas da saída Nascente da A6, a meio caminho da Azaruja, não muito longe da futura estação do TGV:

  • Área de intervenção sujeita ao loteamento: 900 hectares
  • Área de construção: 28 hectares
  • Número de lotes: 1 117
  • Número de moradias - 1091 destinados a moradia
  • Número total de fogos - 1 470 fogos
  • Número máximo de pisos 3 (acima da soleira), 2 (cave)
  • Camas “turísticas”(?) - 5 570
  • Uma zona comercial (?) com 5 500 m2
  • Estacionamento – 5 100 lugares
  • Hotéis – 2
  • SPA – 2
  • Campos de golf – 2
  • Centro de estágios desportivos (outro?)
  • Restaurantes – vários
  • Piscinas – várias
  • Heliporto, Colégio, Parque Infantil, etc…
Tanta alarvice, pode ter algumas explicações: tentar afastar a “concorrência” que se anuncia para outras Herdades, como a dos Almendres, Padres, etc… Propor 1000 para conseguir 100 ou 200, ou ainda valorizar ao máximo para, uma vez “aprovado o loteamento” vender a outros “patos bravos” ainda com mais dinheiro. Ou seja, especulação pura (ainda que em época de grande crise financeira internacional, em parte associada à especulação urbanística, veja-se os casos americano e espanhol…) com a ajuda, se não mesmo o apoio descarado e interessado da Câmara e do Governo. E viva a democracia!...

 

 

posted by manoelinho in http://maisevora.blogspot.com/

 

editado por peixebanana

 

publicado por peixebanana às 00:47
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sábado, 10 de Maio de 2008

Só pra descontrair

Se não o viu nascer está sempre a tempo de o ver pôr. Há uns mais bonitos, outros mais tristonhos, ás vezes quase não se vê, mas todos os dias há um, ninguém o desliga ou muda de posição, é de graça e vê-se de todo o lado, não sei se nos pertence, só sei que aqui em aguiar é particularmente bonito.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por peixebanana às 14:41
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

A mãe de todas as rotundas

 

Muito antes da febre das rotundas que assolou o concelho e o pais nos ultimos anos, já em aguiar existia uma alma que previa o futuro, o criador do conceito, o messias da rodovia, o verdadeiro pai de todas as rotundas. Pena é que não haja uma unica referência á sua obra prima quer em publicações relacionadas com obras públicas, ou outro tipo de publicação.

 

A rotunda da Rua Padre António Maria Casquinha está para Aguiar como a rotunda do Marquês está para Lisboa. Proponho que a partir de hoje seja ponto de encontro para festejos e outros tipo de ajuntamento popular.

 

Entristece-me vê-la sozinha em decadência com cara de quem quer rebentar com o "carter" de algum automobilista distraido e sempre na esperança que algum Policia Sinaleiro lhe salte para a espinha.

 

publicado por peixebanana às 22:51
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

Dão-se a quem provar pertencer

Habitantes de Aguiar, como é do conhecimento geral, grande parte de Aguiar não tem dono, convido assim vossas exelencias a conhecerem a terra de ninguém.

Se reside numa destas áreas ou tem algum interesse em poder vir a residir, arranje duas testemunhas e não deixe de ir á Conservatória da sua área de residência. Para tal basta colocar uma tabuleta com o seu nome na parcela que lhe interessar e reevindicar a terra de ninguém. Não esquecer fazer prova que utiliza o espaço há mais de 10 anos (Normalmente leva-se a avó que já é velhota e já lá colheu muitas favas).

 

Não se esqueça de passar na Camara Municipal de Viana do Alentejo a levantar a licença de utilização do espaço pretendido, quer seja habitação arrendada ao municipio, recinto desportivo ou Associação.

 

Esta é mais uma informação util dos peixes bananas.

publicado por peixebanana às 15:30
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|

A anta do nosso contentamento

A curiosidade levou-me a procurar um pouco mais sobre Aguiar, gostava de conhecer a sua origem, o porquê da sua localização, a origem do seu nome, enfim um pouco da sua história, pois sempre que olho com mais atenção me parece que isto está aqui por acaso e não por um propósito. Não é um ponto estratégico (nem me parece que alguma vez tenha sido), não possui grande interesse cultural (nem me parece que alguma vez tenha tido), não é uma terra rica (não sei se alguma vez foi) e no entanto tem uma população residente que embora tenha aumentado ao longo dos séculos pode dizer-se que se manteve, em 1801 tinha 290 habitantes em 2000 tinha 700 o que dá uma média de 2 novos habitantes por ano, como estamos em 2008 já somos mais 16!

Ou é impressão minha ou está a fazer-se pouco para aumentar a população residente.

O povoamento de Aguiar ascende à época romana, aqui passava a via militar que ia de Beja para Évora e que continua a passar só que agora parece que suprimiram as bermas, temos uma "anta" que a junta de freguesia em conjunto com o extinto IPPAR tiveram a brilhante ideia de limpar, acho que não era vista (estava debaixo de um silvado) desde os inícios do século XX altura em que a antiga junta de freguesia foi extinta, claro que de Abril de 1985 até 2007 se passou algum tempo, mas a nova junta de Aguiar com o seu empenho não deixou os créditos por mãos alheias e logo se apressou a tratar do assunto, 22 anos de politica cultural tiveram o seu apogeu quando finalmente a anta viu a luz do dia. Antes tarde que nunca. Esquecia-me de referir que servia como local de culto dos mortos durante a época neolítica (mais ou menos do tempo do Álvaro Cunhal)

Recebeu foral em 1287, concedido por D. Dinis, e foral novo de D. Manuel I em 20 de Novembro de 1516. Pertenceu aos condes-barões de Alvito. Em termos eclesiásticos, os marqueses do Louriçal apresentavam os párocos.

Na história moderna foi vila e sede de concelho entre 1287 e o início do século XIX. Era constituído apenas pela freguesia da vila e tinha, em 1801, 248 habitantes. A própria freguesia foi suprimida entre o início do século XX e 1985, quando foi restaurada por Lei da Assembleia da República. Durante esse período esteve integrada na freguesia de Viana do Alentejo.

Chamava-se inicialmente Agar, um topónimo que segundo alguns autores está relacionado com uma mulher de origem árabe. Outros apontam, no entanto, para uma proveniência relacionada com águias e com a possível existência remota desta espécie animal no território da freguesia. Segundo um estudioso local, refere mesmo um termo "que as águias, que lhe deram o nome, outrora povoavam". Aliás, a teoria do Dr. Pedro Ferreira, na sua "Tentativa Etimológica", coincide com essa opinião. Segundo aquele autor, Aguiar vem do baixo latim "aquilare", abundante em águias; aves bem conhecidas, cujo nome foi tirado do latim "aquila". A permanência romana neste espaço, como adiante verificaremos, não será por certo alheia a esta a versão do nome da freguesia.

Depois de conhecer a história da minha vila fiquei mais descansado, percebi que continua a ter a via romana com alcatrão por cima e uma anta.

Isto é obra!!!

Obrigado Estêvão, obrigado António Inácio.

publicado por peixebanana às 13:32
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|

.Sobre um dia perfeito para os peixes banana

 

Um dia perfeito para os peixes banana é um blog sem cor, mas com opinião acerca de algumas questões que são importantes para todos nós. Não pretende fazer oposição a nada nem a ninguém, pretende apenas despertar os sentidos de quem pode fazer mais e melhor. Tem acesso livre e publicação de comentários que embora moderados são normalmente publicados na integra (a moderação serve exclusivamente para que se proteja a integridade pessoal da nossa gente).
Se pretender contactar o blog via email pode fazê-lo para peixebanana@sapo.pt e colocar as suas opiniões, duvidas ou participar no blog. Um dia perfeito para os peixes banana reserva-se no direito de publicar apenas o que acha válido para uma opinião responsável e construtiva.
A causa publica é a principal bandeira e existe para que através de uma opinião (que não passa disso mesmo), se possa debater um tema e assim adquirir conhecimento.
Quem não gosta do formato não veja, quem gosta sinta-se em casa, mas ambos são bem recebidos.
 
Um dia perfeito para os peixes banana

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.

 

Clarice Lispector

.arquivos

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.favoritos

. QUARTOS-CHAMBRES-ROOMS

.links

.o tempo

eztools.com

.sobre o peixe banana

.posts recentes

. ...

. retratos

. Movimento Unidos pelo Con...

. twenty three:

. Curtas

. Moderação

. Um docinho...

. Unidos Venceremos

. Apresentação do candidato

. Modern Toss

. Era uma vez...

. more wordboner

. O curso

. Projectos do Sr. Eng. Soc...

. Sim é possivél, urinar em...

. PLANO PARA SALVAR PORTUGA...

. Word Boner

. tumblr

. Para quem ainda tinha duv...

. Viana tem mais encanto na...

Alucinações

 
Um polícia reformado imagina que uma criança inglesa morreu num trágico acidente e que o corpo foi congelado ou conservado no frio pelos pais e amigos.

Um político socialista imaginou que era possível combater a corrupção neste sítio cada vez mais mal frequentado, apresentou um pacote de medidas e ficou muito desiludido quando o seu partido o atirou para o lixo e aprovou um conjunto de diplomas que vai deixar tudo como antes, o quartel-general em Abrantes. O mesmo político imagina, agora, que a corrupção está mais elevada do que nunca e fica triste porque ninguém lhe liga nenhuma.

A líder do maior partido da Oposição imagina que é possível chegar ao poder sem andar por aí em festas folclóricas, em espectáculos medíocres e chega ao ponto de dizer que vai tentar falar verdade sobre os problemas do sítio e que não se pronuncia sobre assuntos que não conhece.

Um ministro deste Governo socialista imagina-se como director comercial de uma multinacional e salta de contente sempre que assina um contrato com uma empresa qualquer. O mesmo governante imagina um dia que a crise económica, financeira e social já passou e no outro imagina que o que aí vem vai ser bem pior.

Um primeiro-ministro que os indígenas elegeram em 2005 com maioria absoluta imagina que vive num sítio maravilhoso, com uma economia pujante, com um nível de vida extraordinário, com cidadãos altamente qualificados e até imagina que Angola tem um governo fabuloso, digno dos maiores elogios, que a Líbia é dirigida por um ser normal, democrático, que até escreveu em tempos um livro que só por acaso não ganhou o Nobel da Literatura e que a Venezuela tem um presidente civilizado, com os alqueires todos no sítio e que merece ser recebido várias vezes em poucos meses com gestos de grande carinho e amizade.

Um Presidente da República imagina que os seus silêncios são mais importantes do que as suas palavras e imagina que quando discursa alguém o ouve verdadeiramente com atenção. Imagina que quando fala na necessidade de se combater a corrupção ou atacar a sério os problemas da Justiça e da Educação alguém o leva verdadeiramente a sério e vai a correr preparar mais uns diplomas para indígena ver.

A alucinação, como se vê, veio para ficar. Está a tornar-se numa pandemia. Em vez de dinheiros da Europa, o sítio precisa urgentemente de uma enorme equipa de psiquiatras que o cure da doença enquanto há tempo e esperança de cura.

António Ribeiro Ferreira
[in Correio da Manhã, 28.07.2008]

.visitantes

Web Counters
Cheap Laptop

.subscrever feeds